Central Educativa

Graute de base mineral ou graute de base orgânica: Saiba qual é a melhor opção

Você sabia que os vazios que aparecem nas estruturas não são preenchidos com concreto? Essas estruturas são preenchidas com graute, que nada mais é do que um material fluido que não utiliza o adensamento através da vibração. Ele é geralmente feito de areia, pedras miúdas, cimento e aditivos. Existem grautes de base mineral e orgânica.

Ele é usado para reforçar estruturas. Pode ser usado para preencher colunas, ancorar, chumbar ou fixar equipamentos.

Agora descubra as diferenças e as vantagens desses tipos de graute.

Graute de base mineral ou graute de base orgânica: saiba qual é a melhor opção

O graute de base mineral é composto por cimento Portland misturado com aditivos químicos, como superplastificantes, adições minerais, como sílica ativa, filler calcário e materiais pozolânicos com redentores de água. Para completar a mistura, adicionam-se miúdos de natureza calcária.

Mesmo com as suas características variando conforme o cimento utilizado, o graute de base mineral mantém sua base cimentícia. Seu custo é mais baixo e é usado em construções em geral.

O orgânico é mais recomendado quando se necessita de alta resistência, como aguentar ataques químicos, e quando é necessária a absorção de vibrações. Além disso, o material não é retrátil nem tem baixa permeabilidade.

Consiste também em uma ótima aderência, mantém sua resistência do começo ao fim e libera de forma rápida a estrutura que foi grauteada.

A Shimtek desenvolveu, através de tecnologia nacional, uma resina à base de poliuretano. Shimfast® foi produzido com a ideia de resultados melhores, aumentando a possibilidade de um grauteamento e calçamento mais eficiente.

Uma das vantagens do poliuretano é que o material proporciona mais elasticidade, permitindo, assim, ao equipamento, um maior contato, melhorando a fundição, evitando rachaduras e uma maior durabilidade.

Portanto, assim que o processo de polimerização (quando as moléculas se unem para formar uma macromolécula) está completo, a resistência aumenta e a compressão segura melhor. Além disso, diminui também seu consumo quando misturado à brita, uma das matérias-primas do concreto.

Outra vantagem é a não reação exotérmica elevada, o que leva ao vazamento de peças grande, não variando conforme o volume das mesmas. Além disso, tem baixo teor de toxicidade, permitindo a utilização tanto em locais abertos quanto em locais fechados e com pouca ventilação.

Dentre suas características está uma rápida utilização, resistente tanto às mudanças climáticas quanto a variedade de produtos. Todas essas vantagens fazem com que o Shimfast® seja uma das opções mais vantajosas no mercado.

Surgiu alguma dúvida? Gostaria de saber mais sobre o assunto? Nos conte nos comentários e não esqueça de compartilhar essas informações com os amigos.